Eu uso máscara

Sabe-se que o vírus é transmissível por gotículas emitidas pela respiração de quem estiver infectado. Ou ao falar uns com os outros. Ou talvez pelas gotículas que estiverem em suspensão no ar de ambientes fechados. O uso da máscara parece, por isso, ser essencial. 

Read more

“A culpa do vírus chinês é dos chineses”. “A China devia pagar uma indemnização ao mundo pelo vírus que o assola agora”. Este e outros disparates têm sido ditos e veiculados por pessoas em redes sociais e conversas privadas. 

Read more
Oiçam a minha opinião

Na minha opinião. Este vírus veio para ficar. Não teremos paz com este problema até que 60 ou 70% da população mundial seja infectada, para criar a imunidade de grupo. 

Read more
Solidariedade

Num destes dias estava de conversa com um amigo que tem duas casas em aluguer de curta duração.

Read more

Quem diz os tomates diz os grelos, as maçãs, laranjas ou brócolos . Tudo o que se puder lavar, neste tempo de vírus, deve lavar-se.

Read more

Costuma dizer-se “o hábito não faz o monge”. Pois não, mas ajuda. A importância dos nossos hábitos pessoais é mais que muita hoje, nestes tempos de clausura, que não se quer monástica mas que mesmo assim continua a ser de alteração dos nossos hábitos sociais. 

Read more

Isto no outro dia foi o dia todo com a história do vírus.

Read more

A medicina chinesa foi utilizada na China, nos hospitais mistos que por lá existem. A fitoterapia, a acupunctura e a ginástica respiratória foram usadas para os doentes internados, ajudando as terapêuticas da medicina convencional, a melhorar as respostas imunitárias e assim acelerar as convalescenças.

Read more

https://www.youtube.com/watch?v=cwlvTcWR3Gs&t=268s

Respirar é uma coisa que fazemos sem dar por isso. E, quando respirarmos deficitariamente, ou poucochinho, ou só com a parte de cima do peito, ou aceleradamente, podemos nem sequer dar conta disso. Acontece-nos em momentos de tensão, stress ou ansiedade.

Read more

A nossa existência passa pela busca de prazer. Uma forma que a Natureza arranjou para o objectivo último de qualquer espécie: reproduzir-se para se perpetuar.

Read more